Dicionário Virtual de Biologia
Visite o site do ifrn

Hormônios

Do grego hormaein ‘excitar’.


Substância química segregada e/ou produzida por órgãos e/ou células do sistema endócrino, com função de regular (induzindo ou inibindo) outros órgãos e/ou regiões do corpo.


Principais Hormônios

17-Alfa-Hidroxiprogesterona ou Pregnanetriol (17-OHP)
Hormônio intermediário com estrutura química do tipo esteroide, produzido pelos ovários e pelas suprarrenais, sendo precursor da biossíntese do cortisol. Os níveis dependem da fase do ciclo mesntrual, da idade, e do uso de anticoncepcionais orais. No ciclo menstrual os níveis são baixos na fase folicular, aumentando na ovulação e na fase lútea.

ADH ou vasopressina (ADH)
Do inglês antidiuretic hormone.
Hormônio com estrutura química do tipo Peptídeo, produzido pela Neuroipófise cuja função é a regulação da osmolaridade do sangue promovendo a reabsorção de água pelos rins.

Adrenalina ou Epinefrina
Do latim ad ‘junto’ + ren ‘rim’ + suf. ina ‘semelhante’ ou ‘relativo a’.
Hormônio com estrutura química do tipo Catecolamina, produzido na medula suprarrenal. Possui regulação nervosa, aumentando a concentração de glicose no sangue, causando vasoconstrição na pele, mucosas e rins.

Adrenocorticotrofico (ACTH)
Do latim ad ‘junto’ + ren ‘rim’ + cortici ‘casca’ + Do grego thophein ‘nutrição’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise e regulador dos níveis de cortisol e dos hormônios do hipotálamo. Age de modo a estimular a secreção de glicocorticoides pelas glândulas suprarrenais.

Andrógenos
Do grego andros ‘masculino’ genesis ‘origem’ ‘geração’.
Hormônios esteroides produzidos pelos testículos com função folículo-estimulante e luteinizante; estimulando a espermatogênese o desenvolvimento e a manutenção das características sexuais secundárias masculinas.

Calcitonina (CT)
De cálcio do grego kytos ‘células’ + suf. ina ‘natureza de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Peptídeo, produzido pela Tireóide responsável por regular a concentração de cálcio no sangue.

Endorfina
Hormônio produzido pela hipófise. Possui, em geral, efeito analgésico e estimula a produção de adrenalina e cortisol. Dentre seus principais efeitos no organismo estão: melhoramento da memória, da concentração e do bom humor; aumento da resistência, da disposição física e mental; melhora no sistema imunológico. As endorfinas são famosas pelo seu efeito antienvelhecimento, pois removem superóxidos (radicais livres).

Estradiol (E2)
Hormônio variante do estrogênio. Dentre suas principais funções estão: o estímulo ao crescimento do endométrio e do crescimento uterino; a redução da reabsorção óssea; o aumento do nível de fatores de coagulação circulantes e da aderência plaquetária. Também age aumentando os níveos de HDL, triglicerídios e diminuindo o de LDL, e assim a deposição de gordura. Auxilia na retenção de sódio e água pelo organismo.

Estrógenos
De estro do grego oístros pelo latim oestrus ‘tavão’ + genos ‘produção’.
Hormônios esteroides produzidos pelos ovários com função folículo-estimulante e luteinizante; de modo a estimular o crescimento da mucosa uterina e o desenvolvimento e a manutenção das características sexuais secundárias.

Fator Natriurético Atrial (FAN)
Constitui-se num polipeptídeo formado nos miócitos atriais e armazenado em grânulos justanucleares. Esse hormônio tem duas funções, a vasoconstrição simultânea da arteríola eferente, e a vasodilatação da arteríola aferente. Com isso, há o aumento na produção de urina, e da pressão glomerular, além da consequentemente diminuição da pressão sangüínea.

Folículo-estimulante (FSH)
O mesmo que FSH do inglês follicle-stimulating-hormone ‘hormônio folículo- estimulante’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise e com função reguladora dos níveis de estrogênio no sangue e dos hormônios do hipotálamo, estimulando, assim, os folículos ovarianos, nas mulheres, e a espermatogênese, nos homens.

Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG)
Glicoproteína hormonal produzida pelas células trofoblásticas sinciciais nos líquidos maternos. Promove a manutenção do corpo lúteo durante o início da gravidez, de modo que as taxas de progesterona e estrogênio não diminuam, garantindo, assim, a manutenção da gravidez (inibição da menstruação) e a ausência de nova ovulação. Atua inibindo também a resposta do sistema imune contra o embrião humano.

Glicocorticóides
De glicos, relativo a glicídios do grego glykys ‘doce’ + suf. idio ‘natureza de’ + corticoide, forma sincopada de corticoesteróides.
Hormônios do tipo Esteróides, produzidos no córtex da Suprarrenal. Possuem regulação adrenocorticotrófica, ou seja, afetam o metabolismo de carboidratos, aumentando a concentração de glicose no sangue.

Glucagon (GCG)
Do espanhol glucagón, sem etimologia explicada.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido no pâncreas e, juntamente com a insulina, atua na regulação da concentração de glicose e aminoácidos no sangue. No entanto, este, por sua vez, estimula a quebra de glicogênio no fígado.

Insulina (INS)
Do latim insula ae ‘ilha’ + suf. ina ‘natureza de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido no pâncreas com ação reguladora da concentração de glicose no sangue; somatostatina. Estimula armazenamento de glicose pelas células, reduzindo a concentração de glicose no sangue; estimula também a síntese de proteínas.


Luteinizante
Do latim luteu ‘amarelo’ + elem. compos. izante ‘que promove ação de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise. Regula a progesterona ou testosterona e os hormônios do hipotálamo, estimulanado o corpo amarelo e a ovulação, nas mulheres, e as células intersticiais, nos homens.

Melanotrófico, melanocortinas ou intermedinas (MSH)
Produzido na região anterior da hipófise, atuam na pigmentação da pele (acelerando a síntese natural de melanina) e na síntese de hormônios esteróides pelas glândulas adrenal e gonadal. Ainda interferem na regulação da temperatura corporal, no crescimento fetal, secreção de prolactina, proteção do miocárdio em caso de isquemia, redução dos estoques de gordura corporal etc.

Mineralocorticóides
De mineralo relativo a sais mineiras + corticoide forma sincopada de corticoesteróides.
Hormônios do tipo Esteróides, produzidos no córtex da Suprarrenal. São responsáveis por regular os níveis de Potássio no sangue, de modo a promover a reabsorção de sódio e a excreção de potássio pelos rins.

Noradrenalina (NRE)
Prefixo nor da nomenclatura química ‘além’ + Do latim ad ‘junto’ ren ‘rim’ + suf. ina ‘semelhante’ ou ‘relativo a’.
Hormônio com estrutura química do tipo Catecolamina, produzido na medula suprarrenal. Possui regulação nervosa, acelerando os batimentos cardíacos, causando vasoconstrição generalizada no corpo.

Oxitocina (OT)
Do grego okys ‘rápido’ + tokos 'parto' + suf. ina 'natureza de'.
Hormônio com estrutura química do tipo Peptídeo, produzido pela Neuroipófise e com regulação nervosa, estimulando a contração da musculatura do útero e das glândulas mamárias.

Paratormônio ou paratirina (PTH)
De grego para ‘ao lado’ + elem. compos. hormônio.
Hormônio com estrutura química do tipo Peptídeo, produzido pela Paratireóide, que regula a concentração de cálcio no sangue.

Progesterona
Do grego pró ‘anterior’ do latim gest(atione) ‘gestação’ + elem. compos. ester de ‘esteróide’ + suf. ona indic. De ‘cetona’.
Hormônios esteroides produzidos pelos ovários com função folículo-estimulante e luteinizante. Promove a continuação do crescimento da mucosa uterina.

Prolactina ou Hormônio Lactogênico
Do grego pró ‘anterior’ + latim lacte ‘leite’ + suf. ina ‘natureza de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise, regulando os hormônios do hipotálamo e promovendo a secreção da progesterona; estimula a produção e a secreção de leite.

Pubarca ou 17 D Hidroxiprogesterona*

Somatropina (GH)
Do grego somatos ‘corpo’ trophé ‘nutrição’ + suf. ina ‘natureza de’
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise e com função reguladora dos hormônios do hipotálamo, de modo a estimular o crescimento geral do corpo; afeta o metabolismo das células.


Sulfato de Dehidroepiandrosterona (SDHEA)
Hormônio esteroide produzido a partir do colesterol no córtex adrenal, sendo o precursor primário dos estrógenos naturais. Participa do desenvolvimento da massa muscular e do aparecimento de pelos pubianos e axilares, tanto no homem quanto na mulher. Ele está relacionado com a energia física, desta forma é comum que sua taxa seja baixa nos idosos.

Timosina
Hormônio produzido pelo timo, responsável pela maturação de lonfócitos e pela promoção do fator tímico circulante.

Tireotrofina, tireotorpina ou tireotrófico (TSH)
Do grego thophé ‘nutrição’ ou tropos ‘mudança’ + suf. ina ‘natureza de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Proteína, produzido pela Adenoipófise e com função reguladora dos níveis de tiroxina e dos hormônios do hipotálamo, estimulando a tireóidea a secretar seus hormônios.

Tiroxina ou tetraiodotironina (T4)
De tir(éoide) oxi de ‘oxigênio’ + suf. ina ‘natureza de’.
Hormônio com estrutura química do tipo Aminoácido, produzido pela Tireóide e regulador da tireotrofina, estimulando e mantendo os processos metabólicos.

Triiodotironina (T3)
Hormônio com estrutura química do tipo Aminoácido, produzido pela Tireóide e regulador da tireotrofina; estimulando e mantendo os processos metabólicos.

Trofina
Tipo de hormônios característicos da adenoipófise, cujo papel é estabelecer o funcionamento regular das outras glândulas endócrinas: tireóide, supra-renais, paratiróides, ovários, testículos, pâncreas, etc.

Exemplo:

www.biowiki.com.br_img_histologia_histologia_hormonio.jpg

Imagem retirada de: www.sobiologia.com.br